quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

DOCUMENTO DO SINPRO-BAHIA

Professores enviam ao Sinpro Carta de protesto para denunciar irregularidades e injustiças cometidas pela FTC-EAD. 

Após a demissão sem justa causa de 60 professores, foi enviada ao Sinpro/BA uma carta protesto denunciando que os professores foram demitidos sem o pagamento dos salários de outubro e novembro do ano passado, férias, aviso prévio, pagamento do 13º salário, pagamento das férias devidas e proporcionais, liberação do FGTS e pagamento da multa de 40%. Confira abaixo.

CARTA ABERTA DOS PROFESSORES E PROFESSORAS DEMITIDOS DA FTC-EAD À SOCIEDADE BAIANA

Nós professores e professoras demitidos sem justa causa da Faculdade de Tecnologia e Ciência – Ensino a Distância, doravante FTC-EAD, vimos por meio desta denunciar a situação humilhante e indigna a qual estamos sendo submetidos desde dezembro de 2010 quando da nossa demissão.

A referida instituição de ensino superior procedeu a demissão de aproximadamente 60 professores sem efetuar o pagamento dos meses de outubro e novembro, bem como ignora os trâmites legais referentes às nossas rescisões contratuais que envolvem o pagamento do aviso prévio, pagamento do 13º salário, pagamentos das férias devidas e proporcionais, bem como 1/3, liberação do FGTS e pagamento da multa de 40%, pagamento do INSS, pois o mesmo sempre foi descontado em nossos contracheques e nunca recolhido, lesando assim tanto os trabalhadores e trabalhadoras em educação quanto o Estado.

Infelizmente este tipo de procedimento por parte da FTC é recorrente e conhecido das instituições que lidam com a Justiça do Trabalho bem como os que representam a classe, pois outros professores demitidos anteriormente não receberam seus direitos, apesar de ganharem a causa na Justiça do Trabalho, o que comprova o descaso e o escárnio desta instituição para com seus docentes, discentes, leis trabalhistas e com a educação.

Na qualidade de educadores que vêm contribuindo no processo de construção de uma Educação de qualidade resolvemos expor nossa indignação com este tratamento vergonhoso engendrado na contramão dos direitos trabalhistas e convidar aqueles que concordam com a nossa interpretação, a se posicionarem publicamente sobre este assunto, uma vez que a FTC mantem-se no mercado propagandeando-se como faculdade de referência, sempre conservando a qualidade, aspectos que não condizem com a falta de ética de sua prática.

Nós, professores e professoras, demitidos sem justa causa da FTC-EAD, assinamos esta carta de protesto, indignação e contra o desrespeito aos nossos direitos trabalhistas.

Comissão dos Demitidos

Profª Ana Paula Carvalho Trabuco Lacerda

Prof. Cesar Mustafa Tanajura

Profª Claudia Veja Correia Gonçalves

Profª Miriã Fonseca de Jesus

Prof. Moises Santos de Souza

Profª Mônica Maria dos Santos

Prof. Rafael Sancho Carvalho da Silva

Prof. Roger Assis Ribeiro

Prof. Tailson Jeferson Paim dos Santo

Entre em contato com o seu Sindicato

Salvador

TEL.: (71) 3237-2027

e-mail: comunica@sinpro-ba.org.br

web site: www.sinpro-ba.org.br

Secretaria de Comunicação: Heloisa Helena
Feira de Santana

TEL.: (75) 3221-4855

e-mail: sinprofs@gmail.com

Vitória da Conquista

TEL.: (77) 3422-5203
e-mail: sinprovc@hotmail.com

6 comentários:

Miriã disse...

Logo após a aparição do grupo Demitidos-FTC no programa Boa Tarde Bahia e empresa providenciou o pagamentos dos salários atrasados referentes aos meses de outubro e novembro. Ainda assim a luta continua, pois nossas rescisões não foram pagas e nossos FGTS continuam sem ser deporitados.

Lucidalva disse...

Nem todos receberam os salários de novembro inclusive eu. Conforme afirmou o setor de RH da FTC,só vou recebê-lo em juízo, ou seja fui demitida com o mês já vencido e não vou receber o que é de meu direito. Hoje foi a minha audiência e a Instituição disse não ter nenhum acordo, como sempre faz com todos os ex-funcionários. Essa empresa não merece respeito de ninguém!!!

Adriana G. Dumas disse...

Além dos demitidos da leva de dezembro, fui demitida em março de 2010, recebi a rescisão e mais nada:nem FGTS, multa de 40%,e todo o resto. Sabe o que argumenta o RH? " estamos focados 24 horas para resolver o seu problema". Ou seja, é desrspeito total e falsas promessas para tentar nos demobilizar. Mas, se eles são os donos da falácia, vamos bradar tanto, e agir também, que eles terão que nos ouvir dar uma resposta concreta: dinheiro, que é nosso por direito. Se eles estão focados 24h, eu estou 36h, pois minha gana por justiça aumentou!
Adriana

Demitidos da FTC disse...

Desde 2005, estamos lutando contra a FTC na defesa dos direitos trabalhistas negados no ato das nossas demissões. A partir das demissões ocorridas em 2010 criamos como instrumentos de luta o blog Demitidos FTC, o grupo FTC EAD no facebook e uma página na mesma rede social chamada Demitidos FTC com o objetivo de tornar público os desmandos e o desrespeito com que temos sido tratados por essa instituição, uma vez que a Justiça do Trabalho deferiu as nossas garantias trabalhistas. Na época, reclamamos o pagamento dos meses de outubro e novembro de 2010, aviso prévio, 13º salário, pagamento das férias devidas e proporcionais, liberação e pagamento do FGTS com respectiva multa de 40%, além de revisão salarial cujas horas-aula eram calculadas equivocadamente abaixo do cálculo legalmente estabelecido.
Novas demissões foram ocorrendo ao longo da nossa caminhada e mais colegas se juntaram à luta, iniciando também a mesma batalha na Justiça do Trabalho, buscando reaver o que é garantido por lei.
Em 2011, a FTC/IMES/SOMESB, entrou com um pedido de recuperação judicial que foi deferido pela Justiça Estadual, no entanto, até o presente momento não houve aprovação do plano de recuperação, nem há informação de quando vai ocorrer assembleia de credores, muito menos noticia de pagamento de nenhum credito trabalhista, apesar de ter sido nomeado administrador pela Justiça. Neste espaço de tempo, alguns processos da Justiça do Trabalho ficaram paralisados por 06 meses, porém, este prazo já se esgotou e a FTC não tem demonstrado interesse em pagar os processos nem em fazer acordos, estando a maioria dos processos na fase de busca de penhora de bens que não são encontrados, pois já penhorados em outros processos, além de que apesar de esta recebendo vultosas quantias de alunos, misteriosamente não entra o dinheiro na conta bancária em nome da FTC/IMES/SOMESB.

Aguardamos o desfecho dessa vergonhosa situação com a FTC, pagando tudo o que deve e o que foi determinado pela justiça. Sim, nós trabalhadores estamos esperando receber o que nos é de direito e o mais breve, afinal trabalhamos nessa instituição de forma honrada e não queremos continuar prejudicados e humilhados.

Concluímos esta carta chamando atenção e pedindo apoio da sociedade baiana, em especial á categoria e alunos da FTC, para que essa instituição passe a respeitar os direitos reconhecidos pela Justiça dos ex-funcionários e também o pagamento correto aos atuais funcionários.

Exigimos o cumprimento dos nossos direitos já legalmente garantidos, o fim da dívida que a FTC tem com os seus trabalhadores!

Trabalhadores Demitidos da FTC

Anônimo disse...

I just could not leave your website before suggesting that I
really enjoyed the standard info an individual supply on your guests?

Is going to be back often to check up on new posts

my webpage Louis Vuitton Outlet

Anônimo disse...

Wonderful blog! I found it while surfing around on Yahoo News.
Do you have any suggestions on how to get listed in Yahoo News?
I've been trying for a while but I never seem to get there! Many thanks

Here is my web-site Louis Vuitton Outlet Online